Doenças Oculares Hereditárias | Porque diagnosticar cedo é importante?

doenças oculares hereditárias

Muitas doenças oculares são transmitidas por herança genética. Por isso, é importante saber se existe um histórico na família, para que você realize os exames e identifique alguma predisposição a estas doenças.
O ideal é se consultar e informar ao oftalmologista sobre quaisquer condições pré-existentes para que um diagnóstico preciso. O tratamento das doenças oculares hereditárias têm maior chance de sucesso, se a descoberta é feita com antecedência.

🔹As doenças oculares hereditárias influenciam na cegueira de crianças e adultos.🔹

Doenças oculares hereditárias | Quais são as mais comuns?

▪️Catarata Congênita acontece quando a lente natural do olho do bebê – o cristalino – nasce opaco. As principais causas são as infecções durante a gestação, quando a mãe adquire doenças como a rubéola e outras. Por conta disso, é necessário detectar logo após o nascimento do bebê o estado da sua visão. O diagnóstico do recém-nascido é feito através do teste do olhinho.

▪️Glaucoma Congênito é uma doença ocular infantil causada pela pressão interna no olho do bebê ou pelo mau funcionamento dos vasos sanguíneos no nervo óptico. Os sintomas apresentam lacrimejamento contínuo, incômodo com a claridade, olhos grandes demais, olhos desproporcionais, ou até uma cor azul desapropriada aos olhos. Aconselha-se consultar o oftalmologista para fazer o teste do olhinho e manter um acompanhamento da evolução visual do recém-nascido para prevenir qualquer desenvolvimento da doença.

▪️Retinose pigmentar é uma doença que afeta a retina do olho atrapalhando a formação da imagem no campo de visão ocular. Os seus sintomas são a dificuldade da visão periférica e da visão noturna, a perda na identificação das cores e da visão central. É progressivo, mais comum em jovens e adultos do gênero masculino, geralmente passado de pais para filhos.

▪️Daltonismo é uma deficiência visual em que o indivíduo não consegue distinguir ou até mesmo reconhecer determinadas cores. O sintoma mais comum é a dificuldade para enxergar as diferenças entre as tonalidades das cores. O diagnóstico do daltonismo é feito por um oftalmologista que basicamente pergunta sobre o histórico familiar do paciente, realiza o teste de Ishihara e algumas atividades com cores. Não existe cura ou tratamento para o daltonismo, o que existe são tabelas de cores ou suportes específicos para ajudar daltônicos no dia a dia.

Se ignoradas, o que podem causar?

Portadores de doenças hereditárias nos olhos, sentirão ao longo da vida as consequências que essas doenças podem causar. A falta de seriedade com os olhos pode desenvolver deficiências visuais, incômodos e outros problemas graves como a cegueira.
A consulta oftalmológica é necessária e deve respeitar o histórico ocular da família do paciente, para que qualquer problema seja identificado e tratado o quanto antes.

 

Para marcar um consulta, acesse nosso site, clicando aqui . Ou ligue (21) 2527-6661 . Agora também marcamos consulta pelo whatsapp (21) 96491-6450.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *