GLAUCOMA: O QUE É E COMO TRATAR

Glaucoma: o que é  e como tratar?

Glaucoma, atualmente, é a segunda principal causa da perda de visão no mundo de acordo com a Organização Mundial da Saúde – OMS. 

Essa patologia é um conjunto de fatores oculares que causam danos progressivos e irrecuperáveis ao nervo óptico, responsável por carregar e processar as informações visuais recebidas e levar até o cérebro. 

Você sabia que os olhos também podem ter um aumento de pressão? 

Esse dano no nervo óptico é, geralmente, causado por um aumento na pressão dentro do olho (ou intraocular), derivada de uma falha na drenagem de um líquido chamado humor aquoso (que tem como função nutrir a córnea e o cristalino), causando o aumento da pressão. Não existe um nível específico para a pressão ocular que um paciente desenvolva o Glaucoma, por isso, visitas regulares são de fundamental importância para o diagnóstico precoce, prevenindo, assim, a perda da visão. Dada a importância do tema, no dia 26 de maio é o dia nacional de combate ao Glaucoma e a Catarata, outra doença preocupante por causar cegueira. 

 

Entenda mais sobre o que é Glaucoma e marque sua revisão a cada seis meses. Previna-se!

Tipos de Glaucoma e Sintomas

Agudo ou de Ângulo Fechado

Acontece devido ao súbito bloqueio da saída do humor aquoso, mencionado acima. Por consequência, origina um aumento rápido e doloroso na pressão ocular. Esses casos são emergenciais. Os sintomas geralmente são dor grave e súbita em um dos olhos, visão diminuída ou embaçada, náusea e vômito, olhos vermelhos e com aparência inchada.

Crônico ou de Ângulo Aberto

É o mais comum, tende a ser hereditário e tem a causa desconhecida. Diferente do Agudo, neste ocorre gradativamente o aumento da pressão ocular ao longo dos anos, causando perda da visão. A maioria das pessoas não apresenta sintomas até iniciar a perda da visão periférica lateral.

Congênito

É um tipo raro de Glaucoma, que o bebe apresenta desde o nascimento. Quando diagnosticado, deve ser tratado imediatamente. Os sintomas, geralmente percebidos nos primeiros meses da criança são nebulosidade na parte frontal do olho, aumento de um olho ou de ambos, vermelhidão ocular, sensibilidade à luz e lacrimação.

Secundário

Costuma ser causado principalmente pelo uso de medicamentos, traumas e por outras patologias sistêmicas. O único método efetivos para a prevenção do Glaucoma é a consulta com o médico Oftalmologista, por isso a importância dos exames periódicos a cada seis meses.

Diagnóstico precoce e cuidados precisos e sistemáticos são a chave para prevenir a cegueira.

Faça os exames frequentemente e evite ser pego de surpresa por esta doença!

ABRAÇOS E ATÉ A PRÓXIMA!

 

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *